Archive for the ‘Temas’ category

Perdas Necessárias – Resumo

06/09/2012

 

Este tema é baseado no resumo do livro “Perdas Necessárias”de Judith Viorst, um livro muito conhecido na area da psicologia. Escolhi trabalhar com o resumo devido ao pouco tempo para a leitura, mas sei que é possível entender  o que a autora quer transmitir nestas paginas. Neste momento da minha vida, onde vou perder algumas liberdades e ganhar um novo papel, achei interessante trabalhar esse tema que fala sobre os ciclos da vida, onde temos perdas e ganhos, aprender a aceitar esse processo é uma maneira de nos aceitarmos.  Agora que começo esse ciclo da maternidade nosso grupo também passará por  mudanças, espero que possamos crescer e aprender neste período !
Segue a sinopse do livro:
Perdas necessárias (Judith Viorst)


As perdas na vida são inevitáveis e não se referem apenas à morte das pessoas que amamos, às separações e às partidas, mas também à perda consciente ou inconsciente de sonhos românticos, expectativas impossíveis, ilusões de liberdade e poder. Há ainda a perda de status, perda da imunidade, com relação ao envelhecimento, e imortalidade que muitos acreditam possuir. Em Perdas Necessárias, a autora discute esse processo da  vida, reflete sobre nossas perdas constantes e nos ensina a alcançar a maturidade e o equilíbrio psicológico.

*´¨)
¸.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨)
(¸.•´ *(¸.•`  Alexandra

Anúncios

Degradação do Verde no Globo – Resumo

16/08/2011

Relatório da Rede WWF apoiado pelo WWF-Brasil (atalho para downloadao lado) destaca a crescente demanda mundial por soja e seu impacto sobre ambientes sensíveis em todo o mundo, como o Cerrado.

 Nos últimos 15 anos, a produção desse grão duplicou, em grande parte devido ao aumento do consumo global de carne, bem como seu uso em alimentos, biocombustíveis e outros produtos. 

E para atender a esse aumento da demanda, cada vez mais terras se destinam às plantações de soja. Só no Brasil, as plantações já têm área equivalente à do Reino Unido (Irlanda do Norte e Grã-Bretanha), ou 245 mil quilômetros quadrados. Tal expansão é feita, quase sempre, às custas da destruição de habitats naturais, como acontece no Cerrado, abrigo de 5% de toda a biodiversidade do planeta. A degradação do Cerrado ocorre em escala semelhante à da Amazônia, porém em ritmo mais acelerado. 

Além disso, as emissões de dióxido de carbono oriundas da conversão do Cerrado (o governo brasileiro estima que elas equivalem à metade das emissões do Reino Unido em 2009) provavelmente já superam as emissões provocadas pelo desmatamento da Amazônia.

“No entanto, a RTRS não é uma “bala de prata”. Há outras formas de reduzir o impacto da agricultura da soja em áreas como o Cerrado, como diminuir o consumo de carne, reduzir o desperdício e apoiar a adoção de uma legislação eficaz para proteger habitats valiosos”, ressaltou Vitalli. 

Este ano já é possível adquirir soja com o selo RTRS e, portanto, o WWF do Reino Unido pede a adesão das empresas naquele país ao sistema. Com isso, ajudarão a criar uma demanda por soja certificada e a ampliar a iniciativa. No Reino Unido, já fazem parte da RTRS as empresas M&S, Waitrose, Asda e Unilever, além de produtores de insumos agrícolas, de ração animal e de biocombustíveis. 

Para a secretária-geral do WWF-Brasil, Denise Hamú, estudos como esse demonstram que em uma economia globalizada há uma interdependência entre produção, consumo e impactos socioambientais. “Estimular a produção e o consumo responsáveis é um dever de todos, produtores, governos e consumidores. Hoje há um interpendência acentuada entre mercados, e é fundamental a valorização de produtos ambientalmente corretos”, afirmou.

Uma Verdade Inconveniente – Resumo

25/06/2011
 
Para iniciarmos bem o Mês do Iluminista Ambiental, o Sylvio propôs para reunião em que será Lider assistirmos o famoso documentário Uma verdade inconveniente.
 
Sylvio
 
Trailler do Documentário

 

An Inconvenient Truth (Uma Verdade Inconveniente em português) é um documentário de 2006 sobre mudanças climáticas, mais especificamente sobre o aquecimento global, dirigido por Davis Guggenheim e estrelado pelo ex-vice-presidente dos EUA Al Gore.

Uma Verdade Inconveniente é um documentário que busca alertar as pessoas para o que está a acontecer no nosso planeta.

O assunto principal deste documentário é o Aquecimento Global, e assim sendo este recorre a assuntos como o Protocolo de Kyoto, referente às emissões de CO2 para a atmosfera terrestre (ao qual os EUA não aderiram), de como podemos minimizar essas perdas desnecessárias de CO2, entre outros tópicos.

Após muitas palestras, por diversos países em todos os continentes do Mundo, Al Gore decidiu fazer este documentário, para assim poder sensibilizar mais pessoas para a sua causa. Este afirma que o Planeta deve ser estimado… e que cabe a quem o habita tomar conta daquilo que é seu e das suas gerações futuras.

Uma verdade inconveniente (An inconveniente truth, 2006) é o registo cinematográfico sobre essa faceta de Gore desconhecida do grande público.

Fonte: Wikipédia

Cisne Negro – Resumo

25/05/2011

Cisne Negro‘ é um thriller psicológico ambientado no mundo do balé da Cidade de Nova York. Natalie Portman interpreta uma bailarina de destaque que se encontra presa a uma teia de intrigas e competição com uma nova rival interpreta por Mila Kunis. Dirigido por Darren Aronofsky (O Lutador, Fonte da Vida), Cisne Negro faz uma viagem emocionante e às vezes aterrorizante à psique de uma jovem bailarina, cujo papel principal como a Rainha dos Cisnes acaba sendo uma peça fundamental para que ela se torne uma dançarina assustadoramente perfeita.

____________________________________________________________________________________________________

CRITICA

Desorientador! É assim que defino Cisne Negro, filme do diretor de Réquiem Para Um Sonho e O LutadorDarren Aronofsky, que acaba de estrear no Brasil.

Cisne Negro conta a história de Nina (Natalie Portman), uma bailarina profissional de uma cia de ballet de Nova Iorque, que consegue o papel principal para uma nova versão do ballet ‘O Lago dos Cisnes‘, de Tchaikovsky. Nessa nova versão, a bailarina terá que ser capaz de interpretar Odete e Odile, o Cisne Branco e o Negro, encarnar o bem e o mal.

Aparentemente um tema comum escrevendo em poucas linhas, mas ao entrar no mundo de Nina, um mundo sufocado pela superproteção da mãe, mergulhamos em tormentas psicológicas pela busca constante da superação e da perfeição. Ao som carregado de emoções de Tchaikovsky e em imagens, que variam entre o preto e o branco e sua junção, nos deparamos com um real alucinado, com sentimentos guardados e prontos para explodir.

No desenrolar do filme, é perceptível que a redoma que envolve Nina é tão frágil quanto o seu exterior pueril e virgem, que desmorona com a aparição de suas obsessões e fantasias. Natalie Portman consegue nos envolver em sua atuação, sem exageros, perfeita.

Mas não só Portman brilha em Cisne Negro. O elenco parece-me que foi escolhido a dedo. Vemos uma Mila Kunis, deixando para trás That ’70s Show, uma Winona Ryder, como uma famosa bailarina decadente, que sempre foi o espelho e exemplo de Nina, e Vincent Cassel, o coreógrafo, que seduz e induz suas bailarinas a ultrapassarem seus limites.

Cisne Negro atormenta ao mostrar, pelo mundo do balé, sonhos, desejos reprimidos, emoções, atitudes sombrias. A fala dita pelo personagem de Cassel, “Perfeição não significa apenas controle, mas também se soltar. Surpreender a si mesma, a plateia…”, fixa na mente, pois se encaixa em qualquer situação e nos faz pensar no branco e negro dentro de cada um de nós.

Crítica por: Mariana Valadares Zitto 

Fonte: http://www.cinepop.com.br/criticas/cisne-negro_101.htm

“A unica pessoa que está no seu caminho é você mesma!” 

NOM I – Vítimas Monarcas da Indústria do Entretenimento – Resumo

27/04/2011

Gostaria que vissem esses dois videos que separei para discutirmos. A princípio parece paranóia, mas ao analisarmos melhor é possivel identificar alguns fatos curiosos a respeito da industria do entretenimento, muita coisa faz sentido não só na cultura pop americana (que é difundida pelo mundo, principalmente no Brasil) mas também no cinema e televisão.

Juliano

A Indústria da Música Exposta – Parte 1 – As Vítimas Monarcas

A Indústria da Música Exposta – Parte 2 – Quebrando o Controle Mental

Referência para aprofundamento do Tema:

http://danizudo.blogspot.com/2011/01/industria-da-musica-exposta-parte-1-as.html


Comente sobre o Tema, e aguardem em breve nossas considerações na postagem da próxima Reunião. Paranoia?

A Nova Ordem Mundial – Resumo

26/04/2011

A Nova Ordem Mundial (NOM) é uma Teoria Conspiratória, na qual um grupo poderoso e secreto está planejando dominar o mundo através de um governo mundial único. A Nova Ordem Mundial seria um plano com o objetivo de derrubar governos e reinos do mundo, bem como erradicar em todo o mundo todas as religiões e crenças, para unificar a humanidade sob uma “nova ordem”, que seria baseada em uma ideologia extremamente uniforme, uma moeda única e uma religião universal.

Nesta teoria, ocorrências significativas são ditas que são causadas por um grupo extremamente poderoso e secreto ou de vários grupos interligados. Acontecimentos históricos e atuais são vistos como passos de um curso planejado para governar o mundo principalmente através de uma combinação de políticas financeiras, corrupção política, engenharia social, controle mental, e o medo à base da propaganda (cultura do medo).Uma das variantes da moderna teoria conspiratória da Nova Ordem Mundial seria um plano concebido por Adam Weishaupt, fundador dos Illuminati, que segundo os teóricos ainda existe e continua a perseguir a implementação desta nova ordem. O chamado “processo de globalização” iniciado em finais do século XX a nível mundial, seria uma das muitas facetas do estabelecimento progressivo dessa nova ordem.A teoria de Conspiração da Nova Ordem Mundial pode ser apresentada por qualquer pessoa ou grupo de pessoas que temem a perda da sua liberdade ideológica e liberdades religiosas, sejam eles da extrema-direita ou de extrema-esquerda, bem como por cristãos fundamentalistas, grupos de conservadores e liberais. Essa Teoria conspiratória do final do século XX e início do século XXI permitiu a fusão de muitas ideias paranoicas sobre a natureza da conspiração da Nova Ordem Mundial e da identidade dos seus conspiradores que, no passado, poderia ter sido pensado para ser mutuamente exclusivas.

Céticos duvidam, entretanto, que a Nova Ordem Mundial seja possível porque todo governo tem seus próprios interesses, além de ser muito egoísta para organizar um grupo único para controlar todas as nações. Críticos das teorias de conspiração da Nova Ordem Mundial, também acusam seus defensores de conspiracionismo, isto é, ter uma visão paranóica do mundo que coloca teorias de conspiração centralmente no desenrolar da história, ao invés de forças sociais e económicas.

Este Tema extenso será debatido por partes. Para os Iluministas todo tema merece um bom debate. Onde, inclusive, podemos separar alhos de bugalhos, e iluministas de iluminatis.


O Poder da Intuição – Resumo

03/04/2011

Este tema é interessante por que a maioria das pessoas acreditam que intuição é algo sobrenatural, espiritual e que somente algumas pessoas têm esse “dom”. A realidade não é essa, intuição faz parte da vida de todos, pois é uma capacidade do nosso cérebro de processar informações inconscientes e emitir sensações a respeito de alguma situação. A intuição usa nossas próprias informações e não poderes sobrenaturais.

Ela pode ser desenvolvida através de prática e disciplina, mas para isso é necessario ter auto-estima e confiar nos próprios instintos.

Segue abaixo alguns textos sobre o assunto, preparem-se para a próxima reunião!

A palavra intuição vem do latim intueri, que significa considerar, ver interiormente ou contemplar.  (Revista Super Interessante)

http://super.abril.com.br/cotidiano/intuicao-446302.shtml

Intuição é um insight que acontece depois de uma recombinação inconsciente de fatos, observações e sensações. (Revista Marie Claire)

http://marieclaire.globo.com/edic/ed112/rep_intuicao.htm

A pessoa é mais intuitiva quanto maior for seu banco de dados e sua capacidade de interpretá-los”, diz o neurologista Arthur Oscar Schelp. Ou seja: quem tem mais conhecimento armazenado vê o que os outros não enxergam. (Revista Você Hoje)

http://www.personare.com.br/revista/voce-hoje/materia/690/como-encontrar-sua-intuicao

Não duvide de si mesmo. Se você sentir que deve fazer algo, faça. Não se ridicularize ou se deixe vencer pelo raciocínio. Muitas vezes a intuição nos leva por caminhos improváveis que são exatamente aquilo que precisamos para sermos felizes.

Alexandra

Comente sobre o Tema, e aguardem em breve nossas considerações na postagem da próxima Reunião. O que você pensa sobre Intuição?