Archive for the ‘NOM I – Vítimas Monarcas da Indústria do Entretenimento’ category

NOM I – Vítimas Monarcas da Indústria do Entretenimento – Reunião

22/05/2011

 “O fato do grupo ter sido oficialmente dissolvido permitiu-lhe prosseguir as suas atividades de forma ainda mais clandestina e sem a preocupação de ter de demonstrar que não existia.”

Livro dos Illuminati, pag. 63

.

.

.

.

.

Após uma breve introdução sobre a nova ordem mundial, onde foram discutidas algumas questões sobre a conspiração dos Illuminati para implantar um único governo de dominação global, observamos algum símbolos suspeitos como, por exemplo, ao dobrar uma nota de 20 dólares aparece a imagem das torres gêmeas em chamas. 

Também foi observado que no Microsoft Word ao se digitar as iniciais equivalentes à quadra 33 de Nova Iorque (Q33 NY) que é onde se situava o World Trade Center na fonte Wingdings aparece primeiramente o símbolo de um avião, duas torres, uma caveira e uma estrela de Davi, pode parecer coincidência, mas existe um jogo de cartas, conhecido como INWO – Illuminati New World Order que prevê diversos desastres que ja ocorreram dando a entender que tudo foi previamente planejado.

Um dos eixos e principal objeto de manipulação dos Illuminati é sem dúvida a Indústria do entretenimento, discutimos uma de suas vertentes: a indústria da música onde foram analisados três vídeos relacionados ao assunto.

O primeiro vídeo trata do conceito de controle mental monarca (ligado a concepção de uma única cultura difundida pela mídia) e como os Illuminati utilizam esse recurso para fazer com que os artistas percam sua moralidade e passem a difundir mensagens contra a igreja, muitas vezes utilizando a sexualidade como arma contra os valores pregados pela igreja, o vídeo afirma ainda que não se pode afirmar quais artistas estão sob controle mental monarca. Mas os que estão muitas vezes dão sinais e são facilmente identificados, um símbolo muito utilizado por aqueles que estão sob controle mental é a borboleta, presente em diversas fotos e apresentações de diversos artistas que estão na mídia atualmente. O controle mental é feito através de traumas psiquicos realizados na pessoa, então é proposto na maioria das vezes algum personagem ficticio para alterar a personalidade do artista como por exemplo a fixação pelo Peter Pan de Michael Jackson.

No segundo vídeo discutimos o caso específico de Britney Spears e como ela tentou se livrar do controle mental, após vários sinais de que estava tentando quebrar o controle imposto por pessoas por trás da indústria sofreu um colapso e foi internada por diversas vezes em clinicas de reabilitação onde acredita-se que foi reprogramada.

O terceiro vídeo analisado pelo grupo mostra o diplomata americano Henry Alfred Kissinger falando sobre a nova ordem mundial e como a sua implantação será inevitável. O que causou calafrios até nos mais céticos do grupo.

Essa reunião secreta foi realizada no dia 02/04/11 ás 19h na casa da Alexandra.

Estiveram presentes: Alexandra Vaccari, Alison MacMoraes, Juliano Ferreira e Sylvio Henrique.

******************************************************************************

Mas o debate não precisa terminar!!! COMENTE, e inclua seu ponto de vista ao nosso. Conhecimentos sempre podem ser aprimorados!!

****************************************************************

NOM I – Vítimas Monarcas da Indústria do Entretenimento – Produção de Arte

29/04/2011

Op art é um termo usado para descrever a arte que explora a falibilidade do olho e pelo uso de ilusões ópticas.


A expressão “op-art” vem do inglês (optical art) e significa “arte óptica”. Defendia para arte “menos expressão e mais visualização”. Apesar do rigor com que é construída, simboliza um mundo mutável e instável, que não se mantém nunca o mesmo.


Os trabalhos de op art são em geral abstratos, e muitas das peças mais conhecidas usam apenas o preto e o branco. Quando são observados, dão a impressão de movimento, clarões ou vibração, ou por vezes parecem inchar ou deformar-se.


Apesar de ter ganho força na metade da década de 1950, a Op Art passou por um desenvolvimento relativamente lento. Ela não tem o ímpeto atual e o apelo emocional da Pop Art; em comparação, parece excessivamente cerebral e sistemática, mais próxima das ciências do que das humanidades. Por outro lado, suas possibilidades parecem ser tão ilimitadas quanto as da ciência e da tecnologia.


A razão da Op Art é a representação do movimento através da pintura apenas com a utilização de elementos gráficos. A alteração das cidades modernas e o sofrimento do homem com a alteração constante em seus ritmos de vida também são uma preocupação constante. A vida rápida das cidades contribuiu para a percepção do movimento como elemento constituinte da cultura visual do artista. Outro fator fundamental para a criação da Op Art foi a evolução da ciência, que está presente em praticamente todos os trabalhos, baseando-se principalmente nos estudos psicológicos sobre a vida moderna e da Física sobre a Óptica.


E por que este estilo artistico figura neste tema? É basico, já que os pilares do estilo estão na ilusão de ótica e na falibilidade dos olhos, representando com seus movimentos disformes e ilusórios que a instablidade do mundo é o padrão de normalidade.


A OP Arte é exposta na ótica cética daqueles que desacreditam nas Teorias da Nova Ordem Mundial.

OP Arte

OP Arte

O Símbolo segue a linha do preto e branco, mas não está dentro do estilo OP Arte. Este símbolo tem em sua concepção o entretenimento e a sociedade secreta Iluminati como sua base. Ambigramas destacam o Simbolo, que busca representar com elementos reconhecidos o obscuro da indústria do entretenimento com a vertente teorica da conspiração A Nova Ordem Mundial.

O Background é uma Op-art Spiral o movimento que apenas os olhos furtam em ver são o charme deste estilo de arte. E a Side bar do titulo também estilizada renova a cara do nosso blog para recebermos em grande estilo o novo tema.

Fonte: Wikipédia





NOM I – Vítimas Monarcas da Indústria do Entretenimento – Resumo

27/04/2011

Gostaria que vissem esses dois videos que separei para discutirmos. A princípio parece paranóia, mas ao analisarmos melhor é possivel identificar alguns fatos curiosos a respeito da industria do entretenimento, muita coisa faz sentido não só na cultura pop americana (que é difundida pelo mundo, principalmente no Brasil) mas também no cinema e televisão.

Juliano

A Indústria da Música Exposta – Parte 1 – As Vítimas Monarcas

A Indústria da Música Exposta – Parte 2 – Quebrando o Controle Mental

Referência para aprofundamento do Tema:

http://danizudo.blogspot.com/2011/01/industria-da-musica-exposta-parte-1-as.html


Comente sobre o Tema, e aguardem em breve nossas considerações na postagem da próxima Reunião. Paranoia?