Archive for the ‘11 O Poder da Intuição’ category

O Poder da Intuição – Reunião 08/03/2011

23/04/2011

A intuição é uma ferramenta de nosso cérebro que esta a nossa disposição para ser usada nas tomadas de decisões. A maioria das pessoas pensam que intuição é algo ligado a espiritualidade e que poucas pessoas tem este “dom”, isso não é verdade . A intuição esta disponível a todos, mas ela deve ser trabalhada e desenvolvida; para desenvolvê-la é preciso ter auto-estima, confiar em seus instintos e sentimentos, cultivar momentos de silêncio, focar no momento presente.

Alison: A pessoa com baixa auto-estima não confia em nada que vem de dentro, então ela vai sempre duvidar de  sua intuição.

Alexandra: Estamos programados ou a pensar no passado ou ficar planejando o futuro e acabamos vivendo pouco no presente e é no presente que está a intuição.

Thais: Ficar pensando no passado e analisando pode atrapalhar em seguir a intuição. Como diz a frase da Seicho-no-ie: Queime a ponte que você acabou de atravessar.

A intuição não deixa a vida segura e sim dinâmica – Caroline Myss, essa autora diz que quem busca segurança terá dificuldade de seguir a intuição.

Alexandra: Quanto mais eu leio sobre intuição mais eu vejo que não é algo tão simples porque ela exige de você auto-estima, pois você terá que confiar nos seus instintos e sentimentos. Muitas vezes você vai ter que ir contra todos e acreditar na sua intuição.

Quanto maior nosso banco de dados interno, maior nossa capacidade de intuir, pessoas simples têm o banco de dados da vida, o conhecimento que adquiriu no decorrer da vida. Para desenvolver a intuição ela tem que ter um banco de dados amplo, desenvolver varias áreas de sua vida. Por isso, uma pessoa que tem um grande conhecimento de apenas uma área vai ter dificuldade em desenvolver sua intuição.

Thais: Intuição seria o instinto?

O instinto é físico (sobrevivência), uma ação ou reação sem pensar, é uma inteligência em seu grau mais primitivo. Já a intuição é uma combinação de vários níveis de informação que estão gravados em nosso subconsciente. Instinto é automático, não usa o raciocínio; já a intuição você pensa e pode escolher usar ou não essa informação. O raciocínio trabalha com a lógica, já o subconsciente trabalha com varias informações.

Leandro: O instinto parece estar no código genético, é algo biológico.

Alexandra: Se você ponderar uma entre fazer ou não algo depois de uma intuição provavelmente você não vai fazer, porque pode ser algo que vai contra a lógica.

Alison: Alguns administradores usam o feeling, que seria sua intuição, ele usa todo seu conhecimento e em um dado momento sente que seu projeto/plano vai ter sucesso.

As mulheres são mais intuitivas, elas deixam fluir mais seus sentimentos e emoções e dão mais valor a conhecimentos variados da vida como, por exemplo, desenvolver a espiritualidade e o autoconhecimento através de terapias ou estudos.

Leandro: O homem é mais objetivo e a mulher é mais sociável, sua defesa é a comunicação. O homem tem que atacar.

Alison: No meio feminino não tem preconceito em ser sentimental, já no meio masculino existe o preconceito em mostrar seus sentimentos e emoções.

Thais: Criança é mais intuitiva, porque ela vive e deixa fluir.

A intuição vem em alguns momentos, e não o tempo todo. Não precisamos deixar de fazer planos,  devemos seguir nossa vida e em alguns momentos sentiremos a resposta para alguns questionamentos ou um direcionamento que devemos tomar em determinada situação. Para usar a intuição você tem que escolher entre a intuição e o medo. É uma escolha complicada, pois os dois geralmente vêm juntos.

Aprender usar essa habilidade pode trazer um grande desenvolvimento em todos setores de nossas vidas.


Exemplos de Intuição:

Alison: Estava assistindo televisão e estava com fome, ele esperou o comercial para ir na cozinha mas na hora do comercial deu uma preguiça tão grande que ele desistiu. Na hora que ele desistiu ouviu uma explosão na cozinha, era um garrafão de vinho.

Thais: Sonhou  e sentiu de maneira muito forte que  a Alexandra  estava grávida de uma menina.

Bruno: Quando minha mãe estava arrumando as coisas para mudar para Marília, ela sonhou com um tio que já morreu e ele falava que ela poderia ir que iria dar tudo certo.

Alexandra: Quando estava comprando a casa ela estava muito angustiada pois não sabia se daria certo, um dia quando estava calma sentiu uma certeza muito grande que tudo daria certo e que o financiamento iria sair.

Leandro: Pensa muito antes de tomar decisões e acaba não dando espaço para a intuição.

“Cada um de nós tem a sabedoria e o conhecimento que necessita em seu próprio interior”. Carl Jung

Leandro, Alexandra, Bruno, Thaís e Alison

Essa reunião foi realizada no dia 08/03/11 ás 16h na casa da Alexandra. Intuimos uma reunião na terça-feira de carnaval.

Estiveram presentes: Alexandra Vaccari, Alison MacMoraes, Bruno Meneghello, Leandro Teixeira e Thais A. Juliani.

******************************************************************************

Mas o debate não precisa terminar!!! COMENTE, e inclua seu ponto de vista ao nosso. Conhecimentos sempre podem ser aprimorados!!

****************************************************************


O Poder da Intuição – Produção de Arte

04/04/2011

 

A arte abstrata ou abstracionismo é geralmente entendido como uma forma de arte (especialmente nas artes visuais) que não representa objetos próprios da nossa realidade concreta exterior. Ao invés disso, usa as relações formais entre cores, linhas e superfícies para compor a realidade da obra, de uma maneira “não representacional”. Surge a partir das experiências das vanguardas européias, que recusam a herança renascentista das academias de arte, em outras palavras, a estética greco-romana. A expressão também pode ser usada para se referir especificamente à arte produzida no início do século XX por determinados movimentos e escolas que genericamente encaixam-se na arte moderna.

O abstraccionismo divide-se em duas tendências: Abstracionismo lírico e Abstracionismo geométrico.

Obra de Joan Miró

Este estilo de arte torna-se parte do Tema proposto em O Poder da Intuição, pois  o abstracionismo lírico ou abstracionismo expressivo inspirava-se no instinto, no inconsciente e na intuição para construir uma arte imaginária ligada a uma “necessidade interior”. Enquanto o abstracionismo geométrico é representado pela racionalização, análise intelectual e científica, ou seja, o oposto da Intuição. Tendo sido influenciado pelo expressionismo, mais propriamente no Der Blaue Reiter. Aparece como reação às grandes revoluções do século.

O jogo de formas orgânicas e as cores vibrantes não eram muito patentes; mas também a linha de contorno sobressaía nesta arte que era muito figurativa.

Muitas artes naquela época procuravam se expressar por meio de música, sons. Mas o abstracionismo tinha o objetivo de se expressar por meio de desenhos abstratos, de forma figurativa. É desta forma que o abstracionismo lírico pretende igualar ou mesmo superar a música, transformando manchas de cor e linhas em idéias e simbolismos subjetivos.

Wassily Kandinsky foi o mentor deste género, utilizando cores puras em pinceladas rápidas, tensas e violentas. na década de 1910 Kandinsky desenvolve seus primeiros estudos não figurativos, fazendo com que seja considerado o primeiro pintor ocidental a produzir uma tela abstrata. Algumas das suas obras desta época, como “murnau – Jardim 1” (1910) e “Grüngasse em Murnau” (1909) mostram a influência dos Verões que Kandinsky passava em Murnau nessa época, notando-se um crescente abstracionismo nas suas paisagens.

O Símbolo do Tema é o Olho Esquerdo de Hórus, que representa a informação estética abstrata, controlada pelo hemisfério direito do cérebro. Lida com pensamentos e sentimentos e é responsável pela intuição. Ele aborda o universo de um modo feminino. Nós usamos o Olho Esquerdo, de orientação feminina, o lado direto do cérebro, para os sentimentos e a intuição. Plasticamente decorado com uma obra abstrata de Kandinsky.

Desta vez estamos utilizando um cabeçalho também inserido dentro da produção de arte.  Nosso tradicional side bar foi estilizado em uma obra abstrata de Kandisnsky.

Joan Miró i Ferrà foi um importante escultor e pintor surrealista catalão. Miró figura nosso background, pois ficou muito conhecido pela sua arte abstrata surrealista com flertes no abstrato expressionista. A tela de Miró que ilustra nosso background é The Singing Fish.

 


“Antes de tomar corpo e tornar-se acessível aos sentidos humanos, a obra já existe em abstrato. Para a necessária materialização, qualquer meio é bom, tanto a lógica, como a intuição.Wassily Kandinsky


O Poder da Intuição – Resumo

03/04/2011

Este tema é interessante por que a maioria das pessoas acreditam que intuição é algo sobrenatural, espiritual e que somente algumas pessoas têm esse “dom”. A realidade não é essa, intuição faz parte da vida de todos, pois é uma capacidade do nosso cérebro de processar informações inconscientes e emitir sensações a respeito de alguma situação. A intuição usa nossas próprias informações e não poderes sobrenaturais.

Ela pode ser desenvolvida através de prática e disciplina, mas para isso é necessario ter auto-estima e confiar nos próprios instintos.

Segue abaixo alguns textos sobre o assunto, preparem-se para a próxima reunião!

A palavra intuição vem do latim intueri, que significa considerar, ver interiormente ou contemplar.  (Revista Super Interessante)

http://super.abril.com.br/cotidiano/intuicao-446302.shtml

Intuição é um insight que acontece depois de uma recombinação inconsciente de fatos, observações e sensações. (Revista Marie Claire)

http://marieclaire.globo.com/edic/ed112/rep_intuicao.htm

A pessoa é mais intuitiva quanto maior for seu banco de dados e sua capacidade de interpretá-los”, diz o neurologista Arthur Oscar Schelp. Ou seja: quem tem mais conhecimento armazenado vê o que os outros não enxergam. (Revista Você Hoje)

http://www.personare.com.br/revista/voce-hoje/materia/690/como-encontrar-sua-intuicao

Não duvide de si mesmo. Se você sentir que deve fazer algo, faça. Não se ridicularize ou se deixe vencer pelo raciocínio. Muitas vezes a intuição nos leva por caminhos improváveis que são exatamente aquilo que precisamos para sermos felizes.

Alexandra

Comente sobre o Tema, e aguardem em breve nossas considerações na postagem da próxima Reunião. O que você pensa sobre Intuição?